Comportamentos maternos específicos

mãeQuando a mãe está com o seu bebé, actua de um modo diferente do habitual na relação entre dois adultos ou entre um adulto e uma criança mais crescida.

A mãe muda as suas expressões faciais tornando-as mais teatrais, as suas vocalizações são realizadas com voz mais aguda, infantil; o olhar é mais minucioso e mais frequente para o bebé, os movimentos da cabeça e o corpo têm um significado singular de expressão lúdica: aproxima a sua cara e toca o bebé sem as restrições de distância que existem com crianças maiores e com adultos. Estes comportamentos específicos são denominados por comportamentos maternais, que caracterizam as mães, assim como também os outros adultos que cuidam de crianças.

Os seres humanos caracterizam-se por ter um certo espaço territorial que os circunda, como uma bolha de plástico invisível, que apenas em determinadas circunstâncias de especial intimidade permitem que seja invadido. Quando um adulto se encontra com um bebé e deseja captar a sua atenção, actua como se entre ambos não existissem barreiras, ficando a uma distância de aproximadamente 20 cm do rosto da criança, e começa a desenvolver a interacção. Esta distância é também a de menor visibilidade para o bebé. Sem dúvida que é uma tentação tocar no rosto, nariz ou nas mãos de um bebé. O mesmo parece no entanto necessitar dessa bolha protectora.

É provável que para a mãe que mantenha uma relação muito próxima com o seu filho, que influencie a experiência de vida desse bebé, que é ainda parte dela. Esta situação de proximidade corporal, biológica, constitui a condição fundamental sobre a qual o recém-nascido inicia o desenvolvimento do seu vínculo social e da sua vida afectiva.

Deixe o seu comentário